Comunidades e voluntariado

Certo dia um colega soltou a seguinte frase:

Você deve ganhar muito dinheiro com esse evento. Está cheio de gente!

Nesse artigo vou esclarecer melhor qual o meu papel nas comunidades que participo e o que é ser voluntário.

Comunidades

Atualmente eu participo ativamente de três comunidades:

  1. JS Day Brazil
  2. GDG Feira de Santana
  3. DEVFSA

A primeira foi uma ideia que nasceu dentro da comunidade DEVFSA e acabou ganhando vida própria. Fizemos o evento JS Day em Feira de Santana em 2015 e o evento chamou atenção de outras comunidades no Nordeste. Outras pessoas juntaram à causa e o evento está melhor a cada edição.

O GDG Feira está ligado a uma iniciativa em promover comunidades locais de desenvolvedores interessados em tecnologias Google. Qualquer cidade ou microrregião pode ter um GDG.

DEVFSA surgiu numa lista de e-mails do Google Groups e já está tem alguns anos de existência. Já tivemos algumas discussões acaloradas por lá e muita coisa saiu do campo das ideias para movimentar o cenário feirense de tecnologia. Basicamente organizamos o #horaextra de vez em quando para bater um papo sobre tecnologia, profissão, carreira e outras coisas.

Voluntariado

Vou deixar claro aqui: sou voluntário nessas comunidades. Não ganho nenhuma comissão, salário, bônus ou qualquer remuneração pelo trabalho que faço. O dinheiro arrecadado nos eventos são exclusivamente para a organização dos mesmos. Não fico com um centavo.

Aí você pensa: se não ganha nada, por que esse trabalho todo?

Ganhei e compartilhei conhecimento, viajei, conheci muita gente, me diverti muito e acima de tudo ajudei a mudar a cultura de eventos da minha cidade natal.

Isso é ser voluntário. Não é por vaidade ou ego, estou apenas dando retorno à sociedade pela educação pública e de qualidade que tive na UEFS.

Até a próxima.

Deixe uma resposta

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.